Allez au contenu, Allez à la navigation, Allez à la recherche, Change language

  • Applications
  • Tumblr

Página inicial > O dia-a-dia

O Diário 2010

20 de Maio
  • Actualités
  • Vidéos
  • Photos
  • Audios

A Résidence garante a continuidade

Dia 20.05.2010 às 12:00 AM - Updated on 22.05.2010 at 7:37 PM

 

A Résidence da Cinéfondation Festeja os seus 10 anos. Para essa ocasião, na quarta-feira 19 de Maio, comediantes leram extractos do novo projecto de seis antigos residentes. Uma iniciativa que poderia dar à luz novos talentos. Em 10 anos, a Résidence acolheu 120 cineastas provenientes de 50 países.

Cada ano, a Cinéfondation selecciona, entre 400 candidatos, 12 jovens cineastas para lhes permitir escrever em residência, em Paris, a primeira ou a segunda longa-metragem. A Résidence realiza-se em duas sessões de seis participantes cada (de Outubro a Fevereiro e de Março a Julho). Os seis residentes habitam no mesmo apartamento, falam dos filmes que realizaram anteriormente (curtas-metragens e/ou da primeira longa), dos respectivos projectos e prestam-se mutuamente ajuda e conselhos.  
Desde o ano 2000, foram realizados cerca de 65% dos filmes projectados. Se adicionarmos o que estão sendo preparados até ao fim do ano, atinge-se os 80%. Sobretudo, muitos dos projectos escritos na Résidence tiveram um belo percurso em festivais internacionais, como é o caso de Delta de Kornel Mundruczo, em Competição em Cannes em 2008, Caramel (Caramelo) de Nadine Labaki (Quinzena dos realizadores 2007) ou  La Terre abandonnée (A Terra Abandonada) de Vimukthi Jayasundara (Caméra d’Or 2005).
Em dez anos, a Résidence acolheu jovens cineastas de 50 nacionalidades diferentes. A China, os Estados Unidos, a Roménia, Israel fazem parte das cinematografias mais representadas. Desde há alguns anos, recenseia também imensos sul-americanos.  «Actualmente a proporção deles é de quatro para seis: um mexicano, um colombiano e dois chilenos. Eu escolho sempre os melhores projectos, sem me prender à linha geográfica, indica o Director da Cinéfondation, Georges Goldenstern. É a mesma coisa para a proporção entre homens e mulheres. Isso depende muito simplesmente dos anos. Em 2007, tivemos uma sessão com cinco raparigas e um rapaz».
Cada ano, os doze residentes são convidados a Cannes, e fazem um pitching de 5 minutos do seu projecto perante os profissionais. Este ano, para celebrar o décimo aniversário da Résidence, Georges Goldenstern também convidou seis antigos residentes para uma leitura de 10 minutos, de trechos do seu novo projecto, feita por comediantes. Os realizadores convidados eram o iraniano Mitra Farahani, o australiano Ben Hackworth, acoreana Kim Hee-Jung, a chinesa Kit Hui, o Kazakh Abay Kulbayev, e o israelita Noam Kaplan.
Esta iniciativa foi muito bem acolhida, e Georges Goldenstern pensa reiterá-la no próximo ano com os residentes escolhidos. Ele também gostaria de melhorar o apoio aos cineastas, propondo os conselhos de um argumentista experimentado no final da escritura dos projectos, bem como de um montador no estádio da pós-produção. Ele estuda além disso como encorajar a circulação desses filmes no mundo, com a criação de uma rede de salas ou de um certificado de distribuição. Trata-se, com efeito, para a Cinéfondation, de identificar talentos e de lhes permitir não só de realizar os seus projectos, mas também de os acompanhar ao longo da sua carreira.
B. de M.

 
 
 
 

 

Escolher um ano

No dia-a-dia

      1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31

Nous suivre